quinta-feira, 19 de agosto de 2010

mandaram eu me calar mas eu falei

Oficineiros,


Esse e-mail é um desabafo pois fiquei extremamente chateada hoje. Em algum momento o meu discurso pareceu pejorativo? Em algum momento tratei o assunto com deboche?

Ficou claro pra mim que a questão é estritamente pessoal. Somos avisados que temos espaço para expor nossas dúvidas, problemas, dificuldades e quando isso acontece apontam nossos defeitos de maneira agressiva ou irônica. Me pergunto o que é isso, despreparo? Frustração?

Parece que reina a lei do silêncio entre nós, estamos todos visivelmente cansados e insatisfeitos e com o dedo apontado pra nós como responsáveis pelo mau andamento da cena. Não quero fazer apologia a discussão, ao contrário ficou claro pra mim que não temos espaço para o diálogo, assim como a maioria vou adotar a postura do silêncio. Mas não posso deixar de desabafar que me entristece a opção que o grupo tomou de não se expor.

Sei que eu posso não permanecer no processo, mas essa não é uma questão pra mim, não vou desistir na metade do caminho, não é porque eu não confio no direcionamento que estamos recebendo que vou abandonar o que eu construí até aqui. Se tendemos ao fracasso terei o prazer de fracassar com vocês.

Não é meu intuito levar o assunto a diante por isso encaminho apenas para os atores. Sei das conseqüências que a má interpretação desse e-mail pode trazer e não quero de forma alguma que vire polêmica, mas tenho a necessidade de falar, mesmo que pela última vez, pois me senti hostilizada hoje.

P.T.

6 comentários:

Caio Riscado disse...

Não deixa esse moço fazer isso com vc.
o que houve?
quero saber e abraçar.
estamos aqui.

béjo.

Clara disse...

doeu aqui, hein.

Dominique Arantes disse...

Estamos aqui, ou aí.
Estamos para te abraçar, te ouvir.

Não deixe de ser você.

beijo

Anônimo disse...

eu te daria um chute, bem dado..............................................................................................

Patrícia Teles disse...

Ai que delícia!

Isadora Malta disse...

sofreu aqui.

eu te daria um chute bem dado, só pra poder te abraçar depois e você saber que eu estou aqui,

só de podermos falar sobre isso meu amor se satisfaz em mim.

espero que em você,
te espero.

estou aqui.

beijos