terça-feira, 20 de abril de 2010

Pedido de desculpas.

Queridos meus, por favor, desculpem-me.
É que não sei mais como dizer o que sinto.
É que, por agora, ainda não tem nome o que cresce em mim.

2 comentários:

Diogo Liberano disse...

eu te dei um dicionário na páscoa.

Caio Riscado disse...

eu sei.