quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

vai e

vai, vai, por favor, vai, eu cansei de pedir por favor. Vai, eu tô calada a horas e as paredes já estão quebradas, vai, finge que você acredita na minha dor, pára de ficar ai parado. Vai, eu não preciso te provar nada. VAI VAI, olha, OLHA pra mim por 2 segundos a mais e você vai entender o que eu tô querendo falar. VAI, berra comigo ao invés de colocar as mãos na minha boca só porque você gosta de me ver chorando. Isso não quer dizer que você pode me deixar aqui sozinha. Você nem me levou pra comprar um vestido. Vai, agora você entendeu, não é possível que não. Vai e marca comigo de me encontrar em algum outro lugar que você vai gostar de voltar daqui a 15 anos. Vai porque eu já tô indo. Vai, porque assim eu posso tentar esquecer. Vai e me faz uma promessa que você nunca fez antes PRA NINGUÉM. Vai, me chama de algum nome que eu não vou lembrar depois. Vai. Vai. e volta, antes que eu pare de tomar meus remédios, ou antes que eu dobre a dose. Vai e não finge que você ainda está aqui. Vai e me escreve. Vai e tira uma foto de alguma coisa que só você vê. Vai, canta pra mim, finge que foi amor a primeira vista. Vai, me machuca em algum lugar diferente daquele de sempre. Vai correndo, vira a direita e segue até o primeiro prédio de portão vermelho. Vai e me espera. Vai e fica ou vai, e não precisa voltar.

4 comentários:

Diogo Liberano disse...

não é verdade..

Isadora Malta disse...

vai, finge que já sabe de todas as minhas verdades, me desconserta.Não é o que você sabe fazer de melhor!? Talvez seja tudo por causa disso. O meu amor. Mesmo não cabendo no meu coração. Mesmo com todas as mentiras contadas e recontadas, em uma breve tentativa de resgate, mesmo assim, você me desmente e se instaura, porque sabe que foi chamado. Então fica.

e aceita minha dor.

Diogo Liberano disse...

i'll stay. actually, i had never been in other place except, near those i like. breath-me.

Caio Riscado disse...

vai
mas n reclama depois
que eu levar ela pra mim
e realizar seus sonhos mais sujos
vai
e depois chore ao nos ver rolar
no quarto do hotel
nas fotografias que teremos todo o prazer
de lhe enviar,