segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

esclarecimentos para um coração partido nº1

eu não pensei que isso pudesse te traumatizar tanto. Antes não tivéssemos nos apresentado. Agora já é tarde, pra várias coisas, talvez quase tudo. Quase tudo fica. O trauma. Você devia fazer alguma coisa com ele. Não sei, me xingar, falar mal de mim pra alguém, contar uma mentira sobre mim, nós sabemos que é uma mentira. Sei que você me conhece apesar do tempo ter sido pouco. Eu não me importo, ainda te amo e você sabe disso. Vou escutar suas mentiras. Talvez tenha faltado isso, a mentira. Nos permitimos muito pouco para nossas dores. Nos boicotamos durante quase todo tempo, até hoje. Agora vai, pensa que o erro já está errado, mas que você pode seguir de outra forma. Segue vai. Faz alguma coisa com isso. Sente essa dor e chora durante dois dias seguidos. Só não me impede de continuar te amando. Nesses dois dias, enquanto você estiver chorando eu vou continuar sentada no sofá te amando. Na cama, na cozinha, no banheiro. Sei que você vai continuar aqui, agora deixa eu ir, tá tarde, você precisa dormir, qualquer coisa me liga, eu vou te atender mesmo se for daqui a 50 anos.

Um comentário:

rosaestela disse...

é, me violentou.
lembrar sempre: em dias de saudade absurda não visitar o blog de violenta. em hipótese alguma.

amo vocês.