sexta-feira, 4 de junho de 2010

meio

ôh meu deus, por que? Por que é que a gente se permitiu chegar até aqui? Agora estamos todos expostos, machucados, desmotivados. É isso mesmo, não serviu pra nada? Foi só pela experiência do sonhar!? Tá, não vamos pensar "porque" foi, apenas foi. E agora, o que a gente faz com isso tudo? Pode amassar e jogar fora, esquecer, viver sem. Sem qualquer resquício de memória também, porque se for pra jogar fora tem que ser tudo. Ou a gente insiste mais um pouquinho e machucados, damos as mãos e nos reconhecemos, voltamos a nos afetar. Pode ser? Não vai, não responde agora, sua resposta pode ser fatal dependendo de qual for. E o pior de tudo é que sei que dependo dela. Não quero que você suma da minha vida tá!? Acho que você é a única pessoa que não vou suportar nem perdoar uma atitude dessas. Não vou nem deixar na verdade, mas não esquece de novo que eu não posso tomar cerveja. Em breve vou mandar um e-mail e vamos ver se saímos do meio.